quarta-feira, 22 de maio de 2013

Sementes de Sonhos

 

Este, é só um breve poema como

aqueles tantos que já escrevi;

nada de novo, nada igual, mas tão breve.

É que sonhar consome-me o tempo e

escrever incendeia-me os sentidos,

e qualquer tempo por maior que seja

é sempre breve, para  não calar as palavras

soltas que uso como sementes de sonhos

que vou deixando por aí, livres, à espera de

um dia poder ver crescer a flor mais

delicada de todas as flores, o fruto

mais doce de todos os frutos, a

vida mais urgente de todas as vidas, o amor

mais sublime de todos os amores.

 

*

 

1 comentário:

  1. O doce das palavras, sementes de raízes sublime afrontamento com o ideal da personalidade a poesia, saindo da fonte do mel das lagrimas,sobreviver nas sombras das raízes das sementes dos bocados de sonhos, aos sonhos soltos incendiários, no sempre breve das intenções palavras, mensagens teor de mel no completo da origem humana... No outro lado ficará a intenção do suor das palavras á poesia lírica ou prosa Carlos

    ResponderEliminar

Partilha comigo a tua teoria.