sexta-feira, 19 de abril de 2013

Anjo de Ninguém

 

De mil formas te fiz meu, anjo

perdido e de ninguém.

Com mil cores te pintei. Mas tu não sabes

e nem eu sei se realmente és meu,

ou se algum dia serás de alguém.

 

Tens mil sabores na tua boca,

e o perfume de mil flores na tua pele de menino.

Tens o brilho de mil sois no rosto

e o meu coração algures guardado dentro do teu - Será que sou eu que sou tua,

Ou será que és tu que és meu?

 

Tens-me cativa de mil formas…

tenho-te de mil formas dentro de mim, por todo o lado,

Anjo que não é de ninguém,

mas de mil formas apaixonado!

 

Fim.

 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilha comigo a tua teoria.